META
52
Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais
Reduzir de 90 para 70 dias o tempo médio de atendimento dos cinco principais serviços solicitados às Prefeituras Regionais, em relação aos últimos quatro anos

Prog. de Governo

Número ODS

Execução da Meta



Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem - 2017-2018 2019-2020
Valores acumulados 90.8 170.6 - 80 70
Valores por período 170.6 - 80 70

Status: Em andamento
Último dado disponível: dezembro/2017
Última atualização: janeiro/2018

  • Ficha TécnicaVer detalhes

    Ponto de partida

    Valor base
    Média simples do tempo médio de atendimento dos 5 principais
    serviços entre 2013-2016 é 90,8 dias
    -Tapa buraco (49 dias);
    -Avaliação e serviços em árvores em vias públicas (132 dias);
    -Remoção de grandes objetos em via pública (44 dias);
    -Remoção de veículos abandonados em via pública (176 dias);
    -Remoção de entulho em via pública (53 dias).
    O TMA do serviço Avaliação e serviços em árvores em vias pública precisou ter seus valores ajustados,
    uma vez que a versão preliminar considerou somente a mais recente nomenclatura do serviço, que sofreu
    duas alterações de nomenclatura ao longo dos últimos quatro anos. Assim, para obter o número adequado
    para o indicador foi necessário incluir as nomenclaturas anteriores no cálculo do TMA, elevando esse
    tempo de 70 para 132 dias, aumentando o valor base da meta de 77,9 para 90,8 dias.

    Período base
    2016

    Projeção da meta

    2017-2018
    80 dias (-10 dias em relação a 2013-2016)

    2019-2020
    70 dias (-20 dias em relação a 2013-2016)

    Informações do indicador

    Descrição do indicador
    Média simples do tempo médio de atendimento dos cinco serviços mais solicitados às prefeituras regionais

    Fórmula de cálculo
    Média simples do tempo médio de atendimento (TMA) dos cinco serviços mais solicitados às prefeituras regionais. O TMA dos cinco serviços será calculado por meio da média móvel simples (MMS) das solicitações recebidas considerando os últimos 4 anos, de acordo com a seguinte fórmula: TMA = média móvel simples do TMA de cada serviço no período (n-3 + n-2 + n-1 + n)

    Notas técnicas

    Os cinco serviços selecionados são os que recebem maior quantidade de solicitações sob responsabilidade das Prefeituras Regionais: tapa buraco, avaliação e serviços em árvores em vias públicas, remoção de grandes objetos em via pública, remoção de veículos abandonados em via pública, remoção de entulho em via pública. O tempo médio de atendimento (TMA) é calculado da seguinte forma: tempo médio de atendimento de todas as solicitações concluídas, levando em consideração a data de abertura subtraída pela data de fechamento, sob a ótica da conclusão e do recebimento. O cálculo do TMA dos serviços supracitados levou em consideração as solicitações recebidas e concluídas nos quatro últimos anos (2013-2016), ou seja, todas as solicitações que entraram no período de 2013 a 2016 e todas as solicitações que foram concluídas no período de 2013 a 2016. Para acompanhamento da meta, será utilizada a média móvel simples (MMS) das solicitações a partir de 2013. Esse indicador extrai uma média das solicitações abertas e fechadas em um determinado período e isso será feito comparando períodos equivalentes entre 2013-2016 e 2017-2020. Como complemento da análise será avaliada, também, a Idade Média do Estoque (IME). A Idade Média do Estoque (IME) garante que a Prefeitura não priorize somente as novas solicitações, assegurando atendimento às solicitações abertas antes de 2017 e ainda não tratadas. O TMA do serviço Avaliação e serviços em árvores em vias pública precisou ter seus valores ajustados, uma vez que a versão preliminar considerou somente a mais recente nomenclatura do serviço, que sofreu duas alterações de nomenclatura ao longo dos últimos quatro anos. Assim, para obter o número adequado para o indicador foi necessário incluir as nomenclaturas anteriores no cálculo do TMA, elevando esse tempo de 70 para 132 dias, aumentando o valor base da meta de 77,9 para 90,8 dias.

    Unidade de medida
    Dias

    Frequência
    Semestral

    Fonte
    Módulo BI (business intelligence) do SIGRC (Sistema Integrado de Gestão do Relacionamento com o Cidadão)

Informações Adicionais

janeiro/2018

O cálculo do Tempo Médio de Atendimento pactuado nesta Meta 52 considera as solicitações recebidas (e concluídas) nos últimos quatro anos (2014-2017).A Prefeitura de São Paulo realizou um esforço concentrado para avaliar e atender as solicitações antigas que permaneciam sem conclusão (o chamado "Estoque" registrado no SP156). Por isso, em 2017, o número de solicitações dos cidadãos(ãs) atendidas pela Prefeitura (848.746) foi superior ao número de solicitações recebidas no período (731.804). Esse aumento no número de atendimentos é reflexo de ações de forças-tarefa nos serviços de Zeladoria para avaliação e tratamento dos protocolos antigos do SP156. Dentre essas ações destaca-se o mutirão de tapa-buraco, realizado entre Setembro e Outubro/2017, e as ações de comunicação com o cidadão no serviço de avaliação e serviços em árvores em vias públicas, no mês de Dezembro. Esses esforços conjugados fizeram com que o estoque do SP 156 (total de solicitação aguardando atendimento) caísse de 641.797 em janeiro 2017 para 493.593 em dezembro de 2017.Atualmente a Prefeitura, através do sistema do SP 156, contabiliza outros indicadores de desempenho, para além do Tempo Médio de Atendimento, considerando inclusive a idade do estoque de todas as solicitações abertas e pendentes, no período considerado. Será proposta uma revisão da meta considerando esse novo cenário, a fim de que os resultados de redução de estoque se reflitam neste indicador.