• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Ampliação do acesso à Atenção Básica à Saúde de qualidade no município de São Paulo.

    Situação encontrada

    Em 2016, a cobertura potencial da atenção básica era 62,4% no município de São Paulo. Em dezembro de 2016, o número total de equipes, a partir dos dados cadastrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos da Saúde (CNES) e informados pelo Caderno da Atenção Básica (CAB), era 2.460, conforme parâmetro do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS) , sendo que, entre estas, 1.301 são equipes de Estratégia de Saúde da Família. A cobertura potencial da atenção básica varia de 13,8% na Prefeitura Regional de Santo Amaro até 100% de cobertura na Prefeitura Regional de M’Boi Mirim.

    Resultados esperados

    Ampliar a cobertura da Atenção Básica à Saúde em todas as suas ações.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 26,2 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 324,1 milhões R$ 52,5 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes

    Execução Orçamentária – 2017

    Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 6,001 milhões R$ 0,000 milhões R$ 6,001 milhões
    Custeio R$ 0,055 milhões R$ 3,390 milhões R$ 3,445 milhões
    Total R$ 6,056 milhões R$ 3,390 milhões R$ 9,446 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    julho/2018

    No ano de 2017, no âmbito do Projeto Amplia Saúde, foram gastos recursos de custeio para a capacitação de profissionais da Atenção Básica em protocolos de Saúde Mental, contribuindo para o resultado de 14,6% dos profissionais capacitados. Os recursos gastos com capacitação em 2017 não correspondem à totalidade das capacitações efetuadas, pois muitas delas são conduzidas por profissionais da própria rede municipal, não implicando custos adicionais. Ademais, em 2017 a SMS iniciou um processo de aprimoramento e modernização do desenho das Redes de Atenção à Saúde, que passou a produzir resultados apenas em 2018. Desta forma, o impacto de custeio se expressará apenas nos anos seguintes. Houve ainda investimentos na continuidade das obras das Unidades Básicas de Saúde - UBS durante o ano de 2017, possibilitando a inauguração de três delas no 1º semestre de 2018.

Linhas de Ação
  • 1.1 Implantar 100 novas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) no município, considerando a expansão proporcional de toda a rede de apoio, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de novas equipes de ESF implantadas

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 1301 46 - 100
    Valores por perí­odo - 46 -

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 1 1 - 3
    Butantã 0 0 - 15
    Campo Limpo 6 6 - 2
    Capela do Socorro 7 7 - 9
    Casa Verde 1 1 - 6
    Cidade Ademar 0 0 - 0
    Cidade Tiradentes 0 0 - 1
    Ermelino Matarazzo 3 3 - 4
    Freguesia/Brasilândia 2 2 - 4
    Guaianases 0 0 - 1
    Ipiranga -1 -1 - 7
    Itaim Paulista 0 0 - 4
    Itaquera 0 0 - 2
    Jabaquara 2 2 - 2
    Jaçanã/Tremembé -1 -1 - 0
    Lapa 0 0 - 1
    M'Boi Mirim 5 5 - 0
    Mooca 1 1 - 0
    Parelheiros 6 6 - 0
    Penha 2 2 - 2
    Perus 2 2 -
    Pinheiros 0 0 - 0
    Pirituba/Jaraguá 0 0 - 0
    Santana/Tucuruvi 0 0 - 6
    Santo Amaro 0 0 - 4
    São Mateus 2 2 - 4
    São Miguel Paulista 4 4 - 4
    Sapopemba -1 -1 - 0
    0 0 - 1
    Vila Maria/Vila Guilherme 5 5 - 16
    Vila Mariana 0 0 - 0
    Vila Prudente 0 0 - 0
    A definir -

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 1.2 Implantar novas equipes de Atenção Básica com 700 profissionais médicos, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de novos profissionais médicos na Atenção Básica à Saúde contratados

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 3155 -269 - 700
    Valores por perí­odo - -269 -
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    A despeito da redução do número de profissionais médicos no compromisso da linha de ação 1.2., ressalta-se que entre janeiro 2017 e junho de 2018, dentre os profissionais médicos de todas as modalidades de atenção, 652 se aposentaram e houve a vacância de outros 87 por exoneração ou morte, totalizando a perda de 739 profissionais médicos no período.

    Especificamente com relação à Atenção Básica, com base em informações do Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde – CNES verifica-se que em dezembro de 2016 tínhamos 3.191 profissionais médicos e, conforme dados de abril de 2018 o quadro foi reduzido para 2.923, totalizando um déficit de 269.

    A SMS tem realizado o esforço de repor esse quadro com a convocação de 427 médicos aprovados em concurso para todas as modalidades de Atenção à Saúde, sendo que dentre eles 238 para a Atenção Básica. No entanto, até o dia 25 de julho de 2018 apenas 108 profissionais mantiveram interesse e efetivamente entraram em exercício, dentre os quais 51 foram destinados à Atenção Básica. Os demais profissionais aprovados e convocados não manifestaram interesse em assumir a vaga.


    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 10 10 - 6
    Butantã -19 -19 - 20
    Campo Limpo -10 -10 - 41
    Capela do Socorro -16 -16 - 43
    Casa Verde -13 -13 - 25
    Cidade Ademar -17 -17 - 0
    Cidade Tiradentes 0 0 - 25
    Ermelino Matarazzo -24 -24 - 22
    Freguesia/Brasilândia -13 -13 - 25
    Guaianases -6 -6 - 25
    Ipiranga -2 -2 - 45
    Itaim Paulista 1 1 - 25
    Itaquera -28 -28 - 25
    Jabaquara -15 -15 - 9
    Jaçanã/Tremembé -7 -7 - 7
    Lapa -29 -29 - 20
    M'Boi Mirim -15 -15 - 84
    Mooca -10 -10 - 6
    Parelheiros -4 -4 - 22
    Penha -24 -24 - 24
    Perus 4 4 -
    Pinheiros -9 -9 - 25
    Pirituba/Jaraguá -14 -14 - 20
    Santana/Tucuruvi -18 -18 - 25
    Santo Amaro -11 -11 - 8
    São Mateus 48 48 - 25
    São Miguel Paulista -22 -22 - 25
    Sapopemba 0 0 - 0
    7 7 - 15
    Vila Maria/Vila Guilherme -18 -18 - 25
    Vila Mariana 7 7 - 15
    Vila Prudente -4 -4 - 9
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 1.3 Implantar 33 novos Núcleos de Apoio à Estratégia da Família - NASF, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de novos NASF implantados

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 100 25 - 33
    Valores por perí­odo - 25 -

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 1 1 - 0
    Butantã 0 0 - 3
    Campo Limpo 2 2 - 0
    Capela do Socorro 6 6 - 0
    Casa Verde 1 1 - 3
    Cidade Ademar 0 0 - 0
    Cidade Tiradentes 0 0 - 1
    Ermelino Matarazzo 0 0 - 2
    Freguesia/Brasilândia 0 0 - 3
    Guaianases 0 0 - 1
    Ipiranga 0 0 - 1
    Itaim Paulista 1 1 - 1
    Itaquera 0 0 - 1
    Jabaquara 0 0 - 0
    Jaçanã/Tremembé 0 0 - 0
    Lapa 1 1 - 1
    M'Boi Mirim 7 7 - 7
    Mooca 0 0 - 0
    Parelheiros 0 0 - 3
    Penha 0 0 - 1
    Perus 0 3 -
    Pinheiros 1 1 - 0
    Pirituba/Jaraguá -2 -2 - 0
    Santana/Tucuruvi 0 0 - 1
    Santo Amaro 0 0 - 1
    São Mateus 0 0 - 1
    São Miguel Paulista 0 0 - 1
    Sapopemba 0 6 - 0
    0 0 - 1
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 - 0
    Vila Mariana 0 0 - 0
    Vila Prudente 0 0 - 0
    A definir -

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 1.4 Implantar 100 novas equipes de Saúde Bucal, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de novas equipes de saúde bucal implantadas

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 769 0 - 100
    Valores por perí­odo - 0 -
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Há previsão de contratação de equipes de saúde bucal para qualificar o atendimento na atenção básica. No entanto, as contratações ainda não se efetivaram. Espera-se que uma parte das equipes sejam contratadas ainda no 2º semestre de 2018. No balanço do 2º semestre atualizaremos as informações do indicador para cada Prefeitura Regional.


    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 - 1
    Butantã 0 0 - 11
    Campo Limpo 0 0 - 8
    Capela do Socorro 0 0 - 0
    Casa Verde 0 0 - 2
    Cidade Ademar 0 0 - 0
    Cidade Tiradentes 0 0 - 1
    Ermelino Matarazzo 0 0 - 0
    Freguesia/Brasilândia 0 0 - 6
    Guaianases 0 0 - 0
    Ipiranga 0 0 - 0
    Itaim Paulista 0 0 - 3
    Itaquera 0 0 - 7
    Jabaquara 0 0 - 3
    Jaçanã/Tremembé 0 0 - 0
    Lapa 0 0 - 1
    M'Boi Mirim 0 0 - 34
    Mooca 0 0 - 0
    Parelheiros 0 0 - 3
    Penha 0 0 - 3
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 - 0
    Pirituba/Jaraguá 0 0 - 0
    Santana/Tucuruvi 0 0 - 0
    Santo Amaro 0 0 - 1
    São Mateus 0 0 - 2
    São Miguel Paulista 0 0 - 6
    Sapopemba 0 0 - 0
    0 0 - 3
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 - 0
    Vila Mariana 0 0 - 5
    Vila Prudente 0 0 - 0
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018

  • 1.5 Limitar a no máximo 5% a perda primária de consultas médicas (vagas disponibilizadas, mas não utilizadas) nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Taxa de perda primária média de consultas médicas em UBS

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 10.0% 8.0% 7,4% 8% - 5.0%

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 1.6 Promover a educação permanente de 25% dos profissionais da saúde por Prefeitura Regional para adesão a protocolos da Atenção Básica, com destaque para ações de enfrentamento da violência e populações vulneráveis.

    Regionalização
    Regionalizado Igualmente

    Descrição do Indicador
    Percentual de profissionais da Atenção Básica capacitados por Prefeitura Regional

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 14.6% 19% - 25.0%
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Até o fechamento desta edição não foi possível apurar o valor regionalizado desta linha de ação junto ao Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS. 


    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 31.7% - 25.0%
    Butantã 0 13.4% - 25.0%
    Campo Limpo 0 10.2% - 25.0%
    Capela do Socorro 0 13.9% - 25.0%
    Casa Verde 0 16.6% - 25.0%
    Cidade Ademar 0 7.1% - 25.0%
    Cidade Tiradentes 0 16.6% - 25.0%
    Ermelino Matarazzo 0 17.6% - 25.0%
    Freguesia/Brasilândia 0 12.2% - 25.0%
    Guaianases 0 16.4% - 25.0%
    Ipiranga 0 16.6% - 25.0%
    Itaim Paulista 0 13.1% - 25.0%
    Itaquera 0 13.8% - 25.0%
    Jabaquara 0 16.8% - 25.0%
    Jaçanã/Tremembé 0 27.2% - 25.0%
    Lapa 0 21.7% - 25.0%
    M'Boi Mirim 0 6.0% - 25.0%
    Mooca 0 27.1% - 25.0%
    Parelheiros 0 13.4% - 25.0%
    Penha 0 10.7% - 25.0%
    Perus 0 29.8% - 25.0%
    Pinheiros 0 19.9% - 25.0%
    Pirituba/Jaraguá 0 9.8% - 25.0%
    Santana/Tucuruvi 0 30.2% - 25.0%
    Santo Amaro 0 65.2% - 25.0%
    São Mateus 0 16.0% - 25.0%
    São Miguel Paulista 0 12.6% - 25.0%
    Sapopemba 0 14.0% - 25.0%
    0 16.7% - 25.0%
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 14.7% - 25.0%
    Vila Mariana 0 32.3% - 25.0%
    Vila Prudente 0 19.4% - 25.0%
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2017
    Última atualização: julho/2018

  • 1.7 Garantir o abastecimento de todas as unidades com os insumos e os medicamentos necessários para o seu funcionamento, ampliando o índice de abastecimento médio para níveis aceitáveis de 85% (até 15% de desabastecimento).

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Taxa de abastecimento médio das unidades de saúde de itens de responsabilidade municipal

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 81.0% - 85.0%
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Os dados publicados em 2017 referem-se apenas ao abastecimento de medicamentos. Em 2018, por meio de um processo de transformação logística implantado passou a ser possível acompanhar e medir o abastecimento de insumos (materiais médicos hospitalares). Esclarece-se que, em maio de 2018, o abastecimento de medicamentos estava em 89%, o de insumos em 75% e o índice geral em 81%. Os indicadores medem processos distintos, com objetivos distintos e níveis de maturidade diferentes – sendo que o índice de medicamentos de dispensação está mais avançado do ponto de vista logístico.


    Último dado disponível: maio/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 1.8 Ampliar o número de ações intersetoriais de prevenção e promoção à saúde, realizadas nas 32 prefeituras regionais (no mínimo 4 em 2020).

    Regionalização
    Regionalizado Igualmente

    Descrição do Indicador
    Nº de ações intersetoriais de promoção à saúde realizadas por ano

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados NA 3 - 4
    Valores por perí­odo - 3 -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 3 3 - 4
    Butantã 3 3 - 4
    Campo Limpo 3 3 - 4
    Capela do Socorro 3 3 - 4
    Casa Verde 3 3 - 4
    Cidade Ademar 3 3 - 4
    Cidade Tiradentes 3 3 - 4
    Ermelino Matarazzo 3 3 - 4
    Freguesia/Brasilândia 3 3 - 4
    Guaianases 3 3 - 4
    Ipiranga 3 3 - 4
    Itaim Paulista 3 3 - 4
    Itaquera 3 3 - 4
    Jabaquara 3 3 - 4
    Jaçanã/Tremembé 3 3 - 4
    Lapa 3 3 - 4
    M'Boi Mirim 3 3 - 4
    Mooca 3 3 - 4
    Parelheiros 3 3 - 4
    Penha 3 3 - 4
    Perus 3 3 - 4
    Pinheiros 3 3 - 4
    Pirituba/Jaraguá 3 3 - 4
    Santana/Tucuruvi 3 3 - 4
    Santo Amaro 3 3 - 4
    São Mateus 3 3 - 4
    São Miguel Paulista 3 3 - 4
    Sapopemba 3 3 - 4
    3 3 - 4
    Vila Maria/Vila Guilherme 3 3 - 4
    Vila Mariana 3 3 - 4
    Vila Prudente 3 3 - 4
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 1.9 Entregar 14 novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de novas UBS entregues

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 452 5 - 14
    Valores por perí­odo - 5 -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 - 0
    Butantã 0 0 - 0
    Campo Limpo 0 0 - 0
    Capela do Socorro 1 1 - 0
    Casa Verde 0 0 - 0
    Cidade Ademar 0 0 - 0
    Cidade Tiradentes 0 0 - 1
    Ermelino Matarazzo 0 0 - 0
    Freguesia/Brasilândia 0 0 - 0
    Guaianases 0 0 - 0
    Ipiranga 1 1 - 0
    Itaim Paulista 1 1 - 0
    Itaquera 0 0 - 0
    Jabaquara 0 0 - 0
    Jaçanã/Tremembé 0 0 - 1
    Lapa 0 0 - 0
    M'Boi Mirim 0 0 - 0
    Mooca 0 0 - 0
    Parelheiros 0 0 - 0
    Penha 0 0 - 0
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 - 0
    Pirituba/Jaraguá 0 0 - 0
    Santana/Tucuruvi 0 0 - 2
    Santo Amaro 0 0 - 0
    São Mateus 0 0 - 0
    São Miguel Paulista 1 1 - 0
    Sapopemba 1 1 - 0
    0 0 - 0
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 - 0
    Vila Mariana 0 0 - 0
    Vila Prudente 0 0 - 0
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 1.10 Readequar, reformar e/ou reequipar 1/3 das Unidades Básicas de Saúde (150 UBS), garantindo melhorias na acessibilidade e segurança do paciente, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº UBS readequadas e/ou reformadas

    Previsão Inicial
    Primeiro resultado disponível no 2º semestre de 2018

    Status da Linha de Ação
    No prazo

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados Não aplicável - 150
    Valores por perí­odo - -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva - 2
    Butantã - 5
    Campo Limpo - 6
    Capela do Socorro - 14
    Casa Verde - 6
    Cidade Ademar - 1
    Cidade Tiradentes - 1
    Ermelino Matarazzo - 4
    Freguesia/Brasilândia - 6
    Guaianases - 2
    Ipiranga - 5
    Itaim Paulista - 5
    Itaquera - 9
    Jabaquara - 0
    Jaçanã/Tremembé - 1
    Lapa - 3
    M'Boi Mirim - 7
    Mooca - 1
    Parelheiros - 5
    Penha - 2
    Perus -
    Pinheiros - 6
    Pirituba/Jaraguá - 2
    Santana/Tucuruvi - 9
    Santo Amaro - 6
    São Mateus - 9
    São Miguel Paulista - 2
    Sapopemba - 0
    - 1
    Vila Maria/Vila Guilherme - 9
    Vila Mariana - 6
    Vila Prudente - 0
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018

  • 1.11 Aumentar a cobertura de exames de Papanicolau na faixa etária alvo (25-64 anos) em 10%.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Número de exames citopatológicos do colo de útero realizados em mulheres na faixa etária de 25 a 64 anos.

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 0,49 255470 534821 (0,46%) 152801 - 0,53
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Em 2017 e 2018, não foi possível ampliar a coleta de citopatologia nas UBS, uma vez que o Conselho Federal de Enfermagem - COFEN retirou a autorização para que auxiliares de enfermagem realizassem tal procedimento (RESOLUÇÃO COFEN Nº 381/2011). A Secretaria Municipal de Saúde acredita ser desejável a reversão desta decisão para que seja possível a ampliação da cobertura de exames de papanicolau.


    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


Informações Adicionais
julho/2018

O projeto Amplia Saúde, no primeiro semestre de 2018, expandiu o número de equipes completas de Estratégia de Saúde da Família - ESF, assim como os Núcleos de Apoio à Estratégia da Família - NASF, contribuindo para o cumprimento da meta de expansão da cobertura da atenção primária à saúde no município de São Paulo. Desde o início do projeto 7 Unidades Básicas de Saúde - UBS iniciaram suas atividades: UBS Shangrila Ellus, UBS Colombo, UBS AE Carvalho, UBS Heliópolis, UBS Jardim Helena (Três Pontes), UBS Pró Morar, UBS Encosta Norte.. Além disso, a UBS Cambuci e São Nicolau passaram a funcionar em novo prédio e tiveram seu serviço ampliado. Os percentuais de perda primária de consultas médicas, educação permanente dos profissionais da atenção básica e abastecimento das unidades com insumos e medicamentos apresentaram melhoras em relação ao período anterior. Apenas a realização de exames de papanicolau apresentou resultado inferior ao planejado, mas as equipes da Secretaria Municipal de Saúde já estão cientes e em busca de soluções para retomar o crescimento do número de exames realizados.

janeiro/2018

Em 2017 a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, a fim de racionalizar, aperfeiçoar e consolidar a Atenção à Saúde, publicou as Diretrizes das Redes Assistenciais da Saúde que tem na Atenção Básica o elo integrador e ordenador de toda a atenção à saúde na Cidade de São Paulo. Isto implicará numa reestruturação regional das redes de serviços da saúde no município, planejada ao longo de 2017, com início da implementação prevista já para o primeiro semestre de 2018. As contratações de profissionais previstas no âmbito do Programa de Metas estão alinhadas com esta Política e também terão início no primeiro semestre de 2018.Ainda sobre aperfeiçoar a qualidade dos serviços de saúde da Atenção Básica, vale frisar que a Secretaria já capacitou 14,6% dos 25% de profissionais da Atenção Básica que serão capacitados até 2020. Ademais, há previsão de inauguração de 3 (três) novas Unidades Básicas de Saúde ainda no primeiro semestre de 2018.