• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Implementar filosofia de Segurança Inteligente como doutrina de atuação dos órgãos municipais de segurança urbana.

    Situação encontrada

    Atualmente, os órgãos municipais de segurança enfrentam restrições organizacionais que não permitem a plena racionalização do processo de planejamento e emprego de seus recursos. O uso mais intensivo de ferramentas de inteligência na organização da segurança urbana pode ter impacto significativo sobre a evolução da segurança na cidade.

    Resultados esperados

    Aumento geral da segurança a partir da racionalização do uso dos recursos (humanos, materiais, informacionais, financeiros) da Prefeitura em segurança urbana.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 0,0 milhões R$ 35,0 milhões
    Custeio R$ 0,0 milhões R$ 327,0 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes

    Execução Orçamentária – 2017

    Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 0,000 R$ 2,545 milhões R$ 2,545 milhões
    Custeio R$ 0,000 R$ 0,108 milhões R$ 0,108 milhões
    Total R$ 0,000 R$ 2,653 milhões R$ 2,653 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    julho/2018

    O Projeto vem sendo desenvolvido em consonância com o planejamento previamente elaborado, bem como a implementação de suas linhas de ação. Ressaltamos que os recursos oriundos de doações, foram utilizados no desenvolvimento dos projetos City Câmeras, SP+Segura e Compstat Paulistano, como instalação de câmeras, integração de sistemas, plataforma e armazenamento em nuvem, licenças de uso de software e equipamentos de infraestrutura,  tecnologia e manutenção, cujo objetivo é a gestão e acompanhamento em tempo real das ocorrências de segurança e outros tópicos urbanos registrados pelo cidadão com o uso de aplicativo móvel, disponível gratuitamente.

Linhas de Ação
  • 16.1 Garantir a participação de membros das inspetorias regionais da GCM em pelo menos um CONSEG de sua jurisdição.

    Regionalização
    Regionalizado Igualmente

    Descrição do Indicador
    Nº de inspetorias regionais cujos membros participem em CONSEGs

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 0 32 32 32 - 32

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 1 1 1 - 1
    Butantã 1 1 1 - 1
    Campo Limpo 1 1 1 - 1
    Capela do Socorro 1 1 1 - 1
    Casa Verde 1 1 1 - 1
    Cidade Ademar 1 1 1 - 1
    Cidade Tiradentes 1 1 1 - 1
    Ermelino Matarazzo 1 1 1 - 1
    Freguesia/Brasilândia 1 1 1 - 1
    Guaianases 1 1 1 - 1
    Ipiranga 1 1 1 - 1
    Itaim Paulista 1 1 1 - 1
    Itaquera 1 1 1 - 1
    Jabaquara 1 1 1 - 1
    Jaçanã/Tremembé 1 1 1 - 1
    Lapa 1 1 1 - 1
    M'Boi Mirim 1 1 1 - 1
    Mooca 1 1 1 - 1
    Parelheiros 1 1 1 - 1
    Penha 1 1 1 - 1
    Perus 1 1 1 -
    Pinheiros 1 1 1 - 1
    Pirituba/Jaraguá 1 1 1 - 1
    Santana/Tucuruvi 1 1 1 - 1
    Santo Amaro 1 1 1 - 1
    São Mateus 1 1 1 - 1
    São Miguel Paulista 1 1 1 - 1
    Sapopemba 1 1 1 - 1
    1 1 1 - 1
    Vila Maria/Vila Guilherme 1 1 1 - 1
    Vila Mariana 1 1 1 - 1
    Vila Prudente 1 1 1 - 1
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 16.2 Promover a Integração com a Polícia estadual

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Formalização de parceria/integração com a Polícia Estadual

    Previsão Inicial
    2º Semestre de 2018

    Status da Linha de Ação
    No prazo

    Último dado disponível: -
    Última atualização: janeiro/2018


  • 16.3 Integrar 10.000 câmeras de videomonitoramento na cidade (city cameras), de forma a expandir o monitoramento de segurança urbana.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Nº de câmeras de videomonitoramento integradas

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 100 0 790 1490 - 10000

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 8 20 -
    Butantã 0 18 72 -
    Campo Limpo 0 7 20 -
    Capela do Socorro 0 1 8 -
    Casa Verde 0 6 2 -
    Cidade Ademar 0 0 7 -
    Cidade Tiradentes 0 1 1 -
    Ermelino Matarazzo 0 6 3 -
    Freguesia/Brasilândia 0 14 16 -
    Guaianases 0 0 0 -
    Ipiranga 0 44 48 -
    Itaim Paulista 0 2 2 -
    Itaquera 0 6 3 -
    Jabaquara 0 12 12 -
    Jaçanã/Tremembé 0 7 7 -
    Lapa 0 46 89 -
    M'Boi Mirim 0 1 0 -
    Mooca 0 334 413 - 300
    Parelheiros 0 0 0 -
    Penha 0 5 9 -
    Perus 0 7 10 -
    Pinheiros 0 36 61 -
    Pirituba/Jaraguá 0 12 20 -
    Santana/Tucuruvi 0 16 31 -
    Santo Amaro 0 43 47 -
    São Mateus 0 10 8 -
    São Miguel Paulista 0 1 0 -
    Sapopemba 0 0 0 -
    0 72 495 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 27 14 -
    Vila Mariana 0 45 29 -
    Vila Prudente 0 3 74 -
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018

  • 16.4 Implantar plataforma integrada, acessível e transparente de informações de segurança urbana, buscando integrar bancos de dados, canais de comunicação e sistemas de informação de agências de segurança das três esferas de governo atuantes no município.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Integração do atendimento da GCM à plataforma 156

    Previsão Inicial
    1º Semestre de 2018

    Status da Linha de Ação
    Entrega atrasada

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018


  • 16.5 Implantar um sistema inteligente de suporte à decisão em segurança urbana - “CompStat Paulistano”.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Implantação do sistema de decisão inteligente em segurança - “Compstat Paulistano”

    Previsão Inicial
    1º Semestre de 2018

    Status da Linha de Ação
    Entrega atrasada

    Último dado disponível: -
    Última atualização: janeiro/2018


  • 16.6 Capacitar todos agentes de segurança urbana para o uso do sistema “Compstat Paulistano”

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Nº de agentes de segurança urbana capacitados para o uso do sistema “Compstat Paulistano”

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 0 0 0 - 6000
    Valores por perí­odo - 0 0 0 -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 16.7 Implantar o Centro de Operações Integradas

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Implantação do Centro de Operações Integradas

    Previsão Inicial
    2º Semestre de 2020

    Status da Linha de Ação
    No prazo

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018


  • 16.8 Estruturar o Núcleo de Monitoramento Aéreo com Drones na SMSU

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Estruturação do Núcleo de Monitoramento Aéreo

    Status da Linha de Ação
    Concluída

    Último dado disponível: -
    Última atualização: janeiro/2018


Informações Adicionais
julho/2018
Relativamente à Linha de Ação 16.3, que diz respeito ao Programa City Câmeras, observa-se que, apesar da realização da prospecção junto aos Conselhos Regionais de Segurança (CONSEGs) e ao Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Locação de Imóveis (SECOVI), e da doação de 2.000 câmeras às Prefeituras Regionais para instalação conjunta com a sociedade, entre outras ações, a adesão global ao programa tem sido mais lenta do que o esperado. Aguardam-se ações adicionais junto à FEBRABAN (2000 câmeras) e outras instalações que vem sinalizando positivamente para retomar o alcance da meta no próximo semestre. A Linha 16.4 está passando por uma readequação, uma vez que foram identificados alguns problemas de interoperabilidade com os sistemas da Polícia Militar do Estado de São Paulo, uma das parceiras estratégicas da SMSU na produção de dados sobre as condições de segurança da cidade. A implementação da Linha 16.5, referente ao Compstat Paulistano, observou atrasos, pois dependia da efetivação da re-estruturação da SMSU e da reorganização das Inspetorias da GCM, cuja previsão original era outubro de 2017; uma vez que o decreto de reestruturação da SMSU (Decreto nº 58.199/2018) só foi publicado em abril de 2018, as ações para implantação do Compstat já estão em andamento para essa nova estrutura. A Linha 16.6 também está sendo readequada para atender de forma mais clara as especificidades da metodologia do Compstat.
janeiro/2018
O Projeto vem sendo desenvolvido em consonância com o planejamento previamente elaborado, bem como a implementação de suas linhas de ação, como se pode observar por meio dos indicadores e previsão dos marcos. Entretanto, em relação à linha de ação 16.3, a SMSU gostaria de ressaltar que, apesar dos resultados quantitativos inicialmente tímidos, o City Câmera deve tomar mais fôlego a partir de Janeiro de 2018. Isso ocorreu porque a SMSU acabou enfrentando algumas dificuldades naturais para estruturar o programa, iniciado a partir do lançamento do edital de chamamento público em Julho de 2017. Atualmente, com o processo já estruturado, a velocidade de incorporação de câmeras ao sistema deve aumentar.