• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Redução do tempo médio de espera para exames prioritários para 30 dias

    Situação encontrada

    A fila de espera para realização de determinados exames diagnósticos ultrapassava 12 meses e o tempo médio de espera por exames prioritários foi de 72 dias em 2016, ou seja, mais de dois meses. Os exames diagnósticos de imagem fazem-se necessários para continuidade do cuidado e para a realização de cirurgias, assim, apesar de o Corujão da Saúde ter reduzido as filas de espera por exames, faz-se necessário um trabalho de manutenção do tempo médio de espera para exames prioritários.

    Resultados esperados

    Maior celeridade na realização de exames prioritários (Ecocardiograma, Endoscopia, Mamografia, Raio-X, Ressonância Magnética, Teste Ergométrico, Tomografia e Ultrassonografia), garantindo que o tempo médio de espera não ultrapasse 30 dias. Reorganização da rede para que o prazo para a marcação de exames seja adequado às necessidades de saúde dos munícipes garantindo a continuidade do cuidado em tempo oportuno.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 6,4 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 76,6 milhões R$ 0,0 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes

    Execução Orçamentária – 2017

    Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 0,000 milhões R$ 0,000 milhões R$ 0,000 milhões
    Custeio R$ 138,587 milhões R$ 0,000 milhões R$ 138,587 milhões
    Total R$ 138,587 milhões R$ 0,000 milhões R$ 138,587 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    julho/2018

    No âmbito do #Acelera Saúde - Corujão da Saúde, em 2017, os gastos financeiros corresponderam a uma grande expansão na oferta de exames prioritários. As demais ações, como elaboração e divulgação de protocolos de acesso, não acarretaram custos adicionais, pois foram realizados pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde - SMS. É importante ressalvar que o valor divulgado para a realização de exames prioritários se refere ao valor total de exames contratados, não havendo diferenciação entre o número base de dezembro de 2016 e o acréscimo em decorrência do compromisso assumido de ampliar a disponibilidade de exames.

Linhas de Ação
  • 6.1 Desenvolver e aplicar protocolos de acesso a exames prioritários, incluindo indicações clínicas e profissionais solicitantes, definidos com base no nível de atenção e na hipótese diagnóstica, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Nº de protocolos de acesso a exames prioritários revisados publicados

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados Não aplicável 0 46 46 - 60
    Valores por perí­odo - 0 46 0 -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 6.2 Realizar educação permanente na modalidade de Educação a distância - EAD para os profissionais solicitantes e reguladores de 100% das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e dos Ambulatórios de Especialidades (AE) para aplicação dos protocolos de encaminhamentos e solicitação de exames prioritários, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Percentual de UBS e AE com médicos capacitados

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 86.0% - 100% (501)
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    A realização de cursos à distância foi substituída por eventos presenciais conduzidos pelos gerentes de cada uma das Unidades Básicas de Saúde e dos Ambulatórios de Especialidades (participação de 14 profissionais na CRS Oeste, 31 na CRS Centro, 70 na CRS Norte, 94 na CRS Sudeste, 125 na CRS Sul e 244 na CRS Leste). Essa estratégia de divulgação dos protocolos de acesso à exames foi entendida como mais adequada para fins de sensibilização dos profissionais de saúde. Nesse sentido, o número de 86% corresponde ao percentual de unidades do município nas quais ocorreram os eventos de divulgação dos referidos protocolos.


    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 100 - 9
    Butantã 0 - 15
    Campo Limpo 93 - 30
    Capela do Socorro 96 - 25
    Casa Verde 0 - 15
    Cidade Ademar 96 - 23
    Cidade Tiradentes 92 - 13
    Ermelino Matarazzo 92 - 13
    Freguesia/Brasilândia 95 - 19
    Guaianases 86 - 14
    Ipiranga 95 - 20
    Itaim Paulista 81 - 16
    Itaquera 92 - 25
    Jabaquara 90 - 10
    Jaçanã/Tremembé 0 - 11
    Lapa 90 - 10
    M'Boi Mirim 86 - 35
    Mooca 90 - 10
    Parelheiros 89 - 18
    Penha 91 - 22
    Perus 0 -
    Pinheiros 100 - 9
    Pirituba/Jaraguá 0 - 5
    Santana/Tucuruvi 0 - 22
    Santo Amaro 100 - 9
    São Mateus 96 - 23
    São Miguel Paulista 100 - 16
    Sapopemba 0 - 6
    82 - 16
    Vila Maria/Vila Guilherme 88 - 11
    Vila Mariana 80 - 16
    Vila Prudente 90 - 5
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 6.3 Garantir a equipe necessária para atuar com serviços de regulação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos Ambulatórios de Especialidades (AE), na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Percentual de UBS e AE com regulação local instalada

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 0 - 100% (501)
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Havia previsão de iniciar os trabalhos de garantia das equipes necessárias para atuar com serviços de regulação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos Ambulatórios de Especialidades (AE). No entanto, houve um atraso no início dessa atividade, que deve começar no 2º semestre de 2018.


    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018


    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 - 9
    Butantã 0 - 15
    Campo Limpo 0 - 30
    Capela do Socorro 0 - 25
    Casa Verde 0 - 15
    Cidade Ademar 0 - 23
    Cidade Tiradentes 0 - 13
    Ermelino Matarazzo 0 - 13
    Freguesia/Brasilândia 0 - 19
    Guaianases 0 - 14
    Ipiranga 0 - 20
    Itaim Paulista 0 - 16
    Itaquera 0 - 25
    Jabaquara 0 - 10
    Jaçanã/Tremembé 0 - 11
    Lapa 0 - 10
    M'Boi Mirim 0 - 35
    Mooca 0 - 10
    Parelheiros 0 - 18
    Penha 0 - 22
    Perus 0 -
    Pinheiros 0 - 9
    Pirituba/Jaraguá 0 - 5
    Santana/Tucuruvi 0 - 22
    Santo Amaro 0 - 9
    São Mateus 0 - 23
    São Miguel Paulista 0 - 16
    Sapopemba 0 - 6
    0 - 16
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 - 11
    Vila Mariana 0 - 16
    Vila Prudente 0 - 5
    A definir -

    Último dado disponível: junho/2018
    Última atualização: julho/2018

  • 6.4 Reduzir o absenteísmo - não comparecimento dos pacientes aos exames - para 20%.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Taxa média de absenteísmo dos pacientes em exames

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 34.2% 37.9% 38.2% 34.0% - 20.0%

    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 6.5 Manter a perda primária - não ocupação de vagas para exames disponibilizadas - abaixo de 5%.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Taxa média de perda primária da agenda de exames

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 3.5% 5.7% 4.1% 4.0% - <5%
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Nos dados de produção referentes aos anos de 2016 e 2017 constavam os exames de radiografia convencional. No entanto, devido a mudanças de fluxo no acesso a esses exames, conforme diretrizes da coordenadoria de regulação desta Secretaria Municipal de Saúde, a partir de 2018, estes exames não permanecem em filas de espera, sendo realizados sob demanda espontânea, sendo assim seus dados não serão incluídos nas informações consolidadas, uma vez que não será possível mensurá-las.


    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


  • 6.6 Ampliar a disponibilidade de vagas de exames prioritários em 10%.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Nº de vagas de exames disponibilizadas

    Status da Linha de Ação
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 1,73 milhões 1400314 2644023 2856357 -  1,88 milhões (+10%)
    Valores por perí­odo - 1400314 1243709 212334 -
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Nos dados de produção referentes aos anos de 2016 e 2017 constavam os exames de radiografia convencional. No entanto, devido a mudanças de fluxo no acesso a esses exames, conforme diretrizes da coordenadoria de regulação desta Secretaria Municipal de Saúde, a partir de 2018, estes exames não permanecem em filas de espera, sendo realizados sob demanda espontânea, sendo assim seus dados não serão incluídos nas informações consolidadas, uma vez que não será possível mensurá-las.


    Último dado disponível: abril/2018
    Última atualização: julho/2018


Informações Adicionais
julho/2018
No primeiro semestre de 2018, no âmbito do #AceleraSaúde - Corujão da Saúde, os protocolos de acesso à exames prioritários foram publicados na página da Secretaria Municipal de Saúde, divulgados junto às Unidades Básicas de Saúde - UBS e Ambulatórios de Especialidades - AE de forma extensiva, visando maior qualificação do acesso, melhor uso dos recursos disponíveis e diminuição dos tempos de espera. Além disso, a disponibilidade de vagas para exames prioritários continuou sendo ampliada. Até maio deste ano, foram realizados mais de 1 milhão de exames, favorecendo também a ampliação do acesso e a redução do tempo médio de espera, que chegou a 39 dias no mês de abril.
janeiro/2018
Em 2017 a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo diminuiu o tempo de espera para exames prioritários de 70 para 45 dias, por meio de ações como a ampliação da disponibilidade de vagas de exames prioritários em mais 57,9% (2.703.527). Ademais, com objetivo de regular e melhorar o tempo médio de espera para exames, criamos 46 protocolos que já estão publicados e devem orientar o requerimento de exames realizado pelos profissionais de saúde da rede.