Projeto
8
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social / Secretaria do Governo Municipal / Secretaria Municipal da Saúde
Redenção

  • Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Definição da política municipal de atendimento em álcool e outras drogas e instuição de uma rede de atendimento por meio de um conjunto de ações de caráter intersetorial e integrado para o atendimento humanizado em saúde e assistência social por meio de atividades de prevenção, tratamento e reinserção de pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas na família, no trabalho e na comunidade.

    Situação encontrada

    O uso abusivo de substâncias psicoativas configura um problema na vida de indivíduos e famílias com fortes repercussões de ordem social, de saúde e segurança pública; sendo um dos fatores que contribui para a constituição de cenas de uso de drogas, como as chamadas "cracolândias". Segundo a Pesquisa Nacional sobre o Uso de Crack, publicada em 2014 pela Fundação Oswaldo Cruz, há relação entre exclusão social e uso abusivo de substâncias psicoativas. Estimou-se em 370 mil pessoas o total de usuários regulares de crack ou similares nas capitais brasileiras, correspondendo a 0,8% da população desses locais. São Paulo não dispõe ainda de uma rede de atenção voltada especificamente para essa realidade. A Lei Federal nº 11.343, de 23 de agosto de 2006, que instituiu o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - Sisnad, tem como uma de suas finalidades a prevenção do uso indevido, a atenção e a reinserção social de usuários e dependentes de drogas e um de seus princípios é justamente promover a integração entre as políticas públicas setoriais dos órgãos do Poder Executivo, dos Estados e Municípios. Já a Lei Federal nº 10.216, de 6 de abril de 2001, da Reforma Psiquiátrica, ratifica diretrizes do SUS para a atenção ao dependente de substâncias psicoativas, em que se preconiza o fortalecimento da rede de assistência de base territorial, o que inclui os serviços de saúde e sociais. Nesse sentido, São Paulo se soma a esse esforço através de uma política inovadora de institucionalização de uma rede de atendimento intersetorial, articulada segundo as singularidades dos indivíduos atendidos, com o objetivo de reabilitar os cidadãos em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas e promover sua reinserção social. Considerando sempre a singularidade e as diferentes possibilidades e escolhas dos usuários da rede, propõe-se a articulação de estratégias de redução de danos, procura ativa e sistemática de identificação das necessidades dos usuários, através de diversos tipos de equipamentos de atendimento, e iniciativas de superação desse grave problema social.

    Resultados esperados

    Institucionalizar, a partir do Projeto Redenção, uma Rede de Atendimento para pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas. O município promoverá tratamento integral e reinserção das pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas na família, no trabalho e na comunidade, e terá como premissas o respeito aos direitos humanos e à singularidade dos indivíduos; a humanização nas abordagens e nos atendimentos; e a reabilitação psicossocial de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 10,9 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 548,4 milhões R$ 0,0 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes
    2017 2018
    Recursos próprios Outros recursos Total Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,55 milhões R$ 0,55 milhões
    Custeio R$ 27,72 milhões R$ 0,00 milhões R$ 27,72 milhões R$ 47,81 milhões R$ 0,34 milhões R$ 48,16 milhões
    Total R$ 27,72 milhões R$ 0,00 milhões R$ 27,72 milhões R$ 47,81 milhões R$ 0,89 milhões R$ 48,71 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    março/2019

    Em 2018, a execução orçamentária do Projeto Redenção continuou a refletir os esforços de expansão e manutenção de equipamentos e serviços voltados ao atendimento de pessoas em situação de abuso de álcool e outras drogas. Além dos gastos com manutenção de equipes da estratégia Consultório na Rua e com vagas em leitos de hospitalares de desintoxicação (cujo número total de vagas disponibilizadas foram reduzidas em relação a 2017, o que reflete esforços de aprimoramento da gestão de casos), houve a expansão de gastos com o fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial, através da implantação de novos CAPS e a reclassificação de outros já existentes de tipo II para III.


    julho/2018

     

    A execução orçamentária do Programa reflete principalmente o esforço de manutenção de equipamentos voltados ao atendimento de pessoas em situação de abuso de álcool e outras drogas. A distribuição dos valores despendidos dizem respeito ao custeio dos equipamentos (R$16.253.604,24),e também contemplam as atividades relacionadas às campanhas de prevenção e conscientização sobre os efeitos nocivos de uso abusivo de álcool e outras drogas (R$ 11.218.147,14).

     

    O orçamento inicial do projeto, estimado em pouco mais de 540 milhões de reais, é uma previsão para a totalidade de seus 4 anos, incluindo ações ligadas a investimentos e o custeio deles decorrentes, cuja previsão de realização é de 2018 até 2020.

     

    No exercício de 2017 foi dado ênfase ao custeio das despesas já em andamento, em virtude da compatibilização com orçamento aprovado.  

Linhas de Ação
  • 8.1 Formular e publicar a Política Municipal de Álcool e outras Drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Decreto publicado

    Status da Linha de Ação
    Concluída

    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    A Política Municipal de Álcool e outras Drogas ainda não foi publicada, pois optou-se pela substituição do Decreto por um Projeto de Lei (PL nº 271). Assim, o rito de publicação torna-se mais complexo e demorado, uma vez que o Projeto de Lei deve ser submetido à aprovação da Câmara de Vereadores. No entanto, essa alteração fortalece o valor legal das propostas dessa gestão para o tema de Álcool e outras Drogas. É possivel acessar o projeto de lei por meio do link: http://documentacao.camara.sp.gov.br/iah/fulltext/projeto/PL0271-2018.pdf

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.2 Implantar uma central para monitoramento e promoção da transparência das ações relacionadas à população.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Sala de Gestão da Rede implantada

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.3 Formular e publicar protocolo de atendimento intersecretarial entre SMS e SMADS voltado a pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Protocolo intersecretarial publicado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    O texto do protocolo já se encontra em fase de elaboração final pela Secretaria de Governo.

     

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.4 Publicar protocolo de atendimento socioassistencial para pessoas em situação de uso abusivo de alcool e outras drogas, contemplando o encaminhamento à rede de acolhimento

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Protocolo publicado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.5 Publicar protocolo de encaminhamento de pessoas em situação de uso abusivo de álcool e drogas entre os equipamentos das Redes de Atenção à Saúde, seguindo a Política Municipal de Álcool e outras Drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Protoloco publicado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    O texto do protocolo já se encontra em fase de elaboração final pela Secretaria de Governo.

     

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.6 Capacitar equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social às Pessoas em Situação de Rua que Fazem Uso das Ruas para o Consumo Abusivo de Substâncias Psicoativas em Cenas de Uso - SEAS IV.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Percentual de equipes capacitadas

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 0 0 - 100%

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.7 Capacitar todas as equipes de abordagem do Programa Consultório na Rua para o atendimento ao público em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Percentual de equipes capacitadas

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 0 0 32.0% 32.0% 32 - 100%
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    No segundo semestre de 2018, foram capacitadas todas as equipes de abordagem do Programa de Consultório na Rua, da região Central.

     

    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 0,00 R$ 610.542,00 R$ 610.542,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.8 Implantar 10 novas equipes do Programa Consultório na Rua.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Número de novas equipes implantadas

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 18 0 10 10 10 - 10
    Valores por perí­odo - 0 10 0 -
    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 6.552.899,00 R$ 5.860.307,00 R$ 12.413.206,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.9 Criar 75 novas vagas em Centros de Atenção Psicosocial - CAPS AD, por meio da reclassificação de 15 CAPS AD II para III, permitindo o acolhimento das pessoas em situação de crise por uso abusivo de álcool e drogas durante o período noturno.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novas vagas criadas em CAPS AD

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 55 0 5 5 30 - 75
    Valores por perí­odo - 5 0 25 -
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    No segundo semestre de 2018, foram criadas 30 novas vagas, através da reclassificação de 5 CAPS. Na região de Pirituba foram reclassificados o CAPS AD III Pirituba/Jaraguá, com 6 leitos e o CAPS ADULTO III Pirituba/Jaraguá, com 7 leitos; Na Penha, o CAPS AD III Penha com 8 leitos; Na região da Sé os CAPS ADULTO III Sé, com 5 leitos e o CAPS IJ III Cambuci, com 4 leitos.

    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 250.000,00 R$ 18.480.000,00 R$ 18.730.000,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 0 -
    Butantã 0 0 8 8 -
    Campo Limpo 0 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 24 24 -
    Casa Verde 0 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 0 -
    Ipiranga 0 0 6 6 -
    Itaim Paulista 0 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 0 0 -
    Jabaquara 0 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 0 -
    Lapa 0 0 6 6 -
    M'Boi Mirim 0 0 8 8 -
    Mooca 0 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 0 0 -
    Penha 0 0 8 8 -
    Perus 0 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 6 6 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 0 0 -
    São Mateus 0 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 0 0 -
    Sapopemba 0 0 0 0 -
    5 0 0 5 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.10 Criar 970 vagas para acolhimento social em repúblicas; centros de acolhida; centros temporários de acolhimento; autonomia em foco; e aluguel social voltadas às pessoas em situação de vulnerabilidade social em função do uso abusivo de drogas.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novas vagas criadas

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 0 700 1134 1182 1182 - 970
    Valores por perí­odo - 434 48 0 -
    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 4.060.286,00 R$ 0,00 R$ 4.060.286,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 0 0 -
    Butantã 0 0 0 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 0 0 0 -
    Casa Verde 0 0 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 0 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 0 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 0 0 -
    Ipiranga 0 0 0 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 0 0 0 -
    Jabaquara 0 0 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 0 0 -
    Lapa 0 0 158 0 158 -
    M'Boi Mirim 0 0 0 0 0 -
    Mooca 0 0 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 0 0 0 -
    Penha 0 0 0 0 0 -
    Perus 0 0 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 0 0 0 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 0 0 -
    Santo Amaro 0 134 0 0 134 -
    São Mateus 0 0 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 0 0 0 -
    Sapopemba 0 0 0 0 0 -
    700 300 -110 0 890 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.11 Criar 100 vagas em Serviços de Residências Terapêuticas - SRT, voltadas às pessoas com transtornos mentais e em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novas vagas criadas em SRT

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 192 0 - 100
    Valores por perí­odo - 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 -
    Butantã 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 -
    Casa Verde 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 -
    Guaianases 0 0 -
    Ipiranga 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 -
    Itaquera 0 0 -
    Jabaquara 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 -
    Lapa 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 -
    Mooca 0 0 -
    Parelheiros 0 0 -
    Penha 0 0 -
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 -
    São Mateus 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 -
    Sapopemba 0 0 -
    0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.12 Criar 250 novas vagas em Unidades de Acolhimento - UA, para acompanhamento terapêutico de pessoas com necessidades decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novas vagas criadas em UA

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 160 0 - 250
    Valores por perí­odo - 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 -
    Butantã 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 -
    Casa Verde 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 -
    Guaianases 0 0 -
    Ipiranga 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 -
    Itaquera 0 0 -
    Jabaquara 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 -
    Lapa 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 -
    Mooca 0 0 -
    Parelheiros 0 0 -
    Penha 0 0 -
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 -
    São Mateus 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 -
    Sapopemba 0 0 -
    0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.13 Criar 500 vagas relativas a leitos hospitalares de desintoxicação de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novos leitos hospitalares de desintoxicação disponibilizados

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 30 0 258 300 170 - 500
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Conforme reavaliação da Coordenação do Programa, reduziu-se o número de vagas em leitos de desintoxicação para 170, a fim de realizar um acompanhamento mais qualificado das internações voluntárias realizadas.

    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 5.289.500,00 R$ 16.007.241,00 R$ 21.296.742,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 -
    Butantã 0 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 0 -
    Casa Verde 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 -
    Ipiranga 0 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 0 -
    Jabaquara 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 -
    Lapa 0 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 0 -
    Mooca 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 0 -
    Penha 0 0 0 -
    Perus 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 138 170 80 -
    Santana/Tucuruvi 120 130 90 -
    Santo Amaro 0 0 0 -
    São Mateus 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 0 -
    Sapopemba 0 0 0 -
    0 0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.14 Implantar um cadastro unificado e integrado na rede de atendimento em álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Ferramenta de cadastro implantada

    Status da Linha de Ação
    Não concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.15 Criar 105 novas vagas em Centros de Atenção Psicosocial - CAPS III, por meio da implantação de 21 novos CAPS III, permitindo o acolhimento das pessoas em situação de crise por uso abusivo de álcool e drogas durante o período noturno.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Número de novas vagas criadas em CAPS III

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 105 5 52 - 210
    Valores por perí­odo - 47 -
    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    Na região do Ipiranga foram criadas 6 novas vagas no CAPS IJ  III  Heliópolis; na região do Butantã foram criadas 8 novas vagas no CAPS AD III Butantã; na região da Capela do Socorro foram criadas 8 novas vagas no CAPS ADULTO III Grajaú, 8 novas vagas no CAPS IJ III Cidade Dutra e 8 novas vagas no CAPS AD III  Grajaú; Na região da Lapa foram criadas 6 novas vagas no CAPS AD III Leopoldina; Na região do M’boi Mirim foram criadas 8 novas vagas no CAPS AD III São Luiz.

    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 0,00 R$ 7.748.239,00 R$ 7.748.239,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: abril/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 -
    Butantã 0 8 8 -
    Campo Limpo 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 24 24 -
    Casa Verde 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 -
    Ipiranga 5 1 6 -
    Itaim Paulista 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 0 -
    Jabaquara 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 -
    Lapa 0 8 8 -
    M'Boi Mirim 0 8 8 -
    Mooca 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 0 -
    Penha 0 8 8 -
    Perus 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 13 13 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 0 -
    São Mateus 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 0 -
    Sapopemba 0 0 0 -
    0 9 9 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: abril/2019

  • 8.16 Instalar Unidade Avançada de Extensão do Centro de Atenção Psicossocial - CAPS, conforme necessidades de atendimento de pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Regionalizável

    Marco
    Unidade instalada

    Status da Linha de Ação
    Concluída

    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 350.981,00 R$ 0,00 R$ 350.981,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.17 Produzir e difundir material educativo de saúde sobre os efeitos nocivos do uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Material educativo publicado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação

    A produção e difusão do material educativo de saúde está vinculada ao Programa de Prevenção que será executado ao decorrer do ano de 2019.

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 8.18 Realizar campanhas de prevenção e conscientização sobre os efeitos nocivos de uso abusivo de álcool e outras drogas.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Campanhas realizadas

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 0 1 1 1 1 - 4
    Valores por perí­odo - 1 0 0 0 -
    Execução Orçamentária
    2017 2018 2019 2020 Total
    R$ 11.218.147,00 R$ 0,00 R$ 11.218.147,00

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

Informações Adicionais
março/2019
No segundo semestre de 2018, o Programa Redenção resistiu como estratégia de enfrentamento ao uso abusivo de álcool e outras drogas.
Todas as equipes de abordagem do Programa de Consultório na Rua da região Central de São Paulo foram capacitadas e novas vagas foram criadas visando o atendimento humanizado em saúde e assistência social. Por meio da reclassificação dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS AD) Pirituba e Penha foi possível criar 14 novas vagas, permitindo o acolhimento durante o período noturno. Além destas, outras 91 foram criadas a partir da implementação de 7 novos CAPS III:Heliópolis, Cidade Dutra, Cambuci CAPS AD Leopoldina, Butantã, Grajaú, São Luiz, Pirituba, Penha, CAPS Adulto Grajaú, Pirituba, Sé.
Ainda foram implantadas 150 vagas em Centros Temporário de Acolhimento (CTA.)
julho/2018
Programa Redenção representa uma estratégia inédita de enfrentamento ao uso abusivo de álcool e outras drogas no município de São Paulo. O Programa é o ponto de partida para que a Prefeitura de São Paulo possa, por meio de um conjunto de ações integradas, instituir uma rede de atendimento baseada na garantia dos direitos individuais e no respeito à singularidade de cada indivíduo . Trata-se de uma tarefa de alta complexidade, composta não apenas pela formulação da Política propriamente dita, mas também de ações de transparência, coordenação intragovernamental e de estruturação institucional. A execução dessas iniciativas demanda coordenação e integração de ações entre as Secretarias envolvidas e diálogo ininterrupto com a sociedade.Ao longo do primeiro semestre de 2018 a Prefeitura aprofundou o processo de institucionalização da política, decidindo pela elaboração de um Projeto de Lei para apreciação da Câmara de Vereadores de SP, ao invés de um decreto do Prefeito. Quando aprovada, a Lei instituirá as bases para a execução da política de álcool e outras drogas da cidade de São Paulo, em um contexto de canais de diálogo com o Poder Legislativo e com as organizações da sociedade civil, bem como com outras esferas e poderes. Esses avanços de institucionalização e de maturidade da política fez com que os protocolos de atendimento fossem revistos e aprimorados para contemplar uma concepção cada vez mais integrada de abordagem pelas equipes de atendimento.O Redenção totaliza 1.492 vagas, sendo que no período de janeiro a junho de 2018 foram criadas 95 novas vagas para atendimento humanizado em saúde e assistência social em diversos equipamentos da PMSP, tanto nos já existentes como naqueles requalificados e criados no âmbito do Programa Redenção. Em relação à Assistência Social, 48 novas vagas foram criadas, em especial nos novos Centros Temporários de Acolhida (CTA). Os CTAs estão situados em diversos pontos da cidade, e atuam em consonância com os ATENDES. Pelo lado do atendimento relacionado à Saúde, 47 novas vagas foram disponibilizadas, com destaque para a criação do Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil (CAPS IJ Heliópolis) e o novo CAPS Sé, que agora permite o acolhimento noturno em situação de crise.
janeiro/2018

Neste primeiro ano de gestão, as ações do Programa Redenção foram direcionadas à sua institucionalização e ao diálogo com organizações da sociedade civil, de outras esferas e poderes. Os esforços das equipes de Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo e da Secretaria Municipal de Saúde também se voltaram a definir a concepção integrada da abordagem da Prefeitura ao tema do uso abusivo de álcool e outras drogas, construindo diretrizes de política pública baseadas na garantia dos direitos individuais e no respeito à singularidade de cada indivíduo. Foi desenvolvido um protocolo socioassistencial (a ser publicado) para pessoas em situação de uso abusivo de álcool e outras drogas, que inclui uma rede de atendimento diversificada, com destaque para a criação das 550 vagas de atendimento dia e 584 vagas de atendimento noturno com a implantação dos quatro ATENDE (Atendimento Diário Emergencial - três na Luz e um na Avenida Roberto Marinho).O fortalecimento da capacidade de atendimento por parte da Prefeitura também se refletiu nas seguintes ações: contratação de 10 novas equipes de Consultório na Rua e a capacitação de 9 das 18 equipes existentes no município; implantação de uma unidade de extensão do Centro de Atenção Psicossocial na região da Luz; reclassificação da modalidade do CAPS Sé, indo de II para III, permitindo o acolhimento noturno em situação de crise; e criação de 258 novas vagas de leitos de desintoxicação voluntária.